domingo, 28 de outubro de 2012

MULHERES TEMEROSAS

Mulheres... Hum!!!
Humanas medrosas.
Tem medo de tudo.
Belas manhosas.

Sexo frágil?
Elas são sim.
Algumas das que conheço.
Tem medo de mim.

E logo de mim!
Que sou mais poeta do que monstro.
Tudo que sou por dentro.
No primeiro dia, eu demonstro.

Algumas pessoas que me conhecem.
Dizem que sou transparente.
Então, meus caros amigos.
Espalhem pra essa gente.

Não sou nenhum santo.
Mas de louco não tenho nada.
Puxa, como é difícil.
Essa tal mulherada.

Dúvidas e indecisões.
Elas têm muitas na cabeça.
Se somos anjos ou demônios.
E temem que algum mal lhes aconteça.

Não arranco corações.
Me aplico apenas em arrancar gemidos.
Mas não de dor ou sofrimento.
Serão por meus atos atrevidos.

Morder? Eu mordo.
Eu dou sim, uma ou outra mordiscada.
Contudo, no fim de tudo.
Não deceparei nada.

Posso deixar algumas marcas.
E essas não cicatrizarão.
E quando vê-las novamente.
De mim se lembrarão.
  
Olharão para o vazio.
E darão risadas sozinhas.
Lembrarão de cada momento.
E que as marcas são minhas.

Diz uma frase que não é minha.
Mas que eu li um dia.
Que às vezes não temos o que queremos.
Por abdicarmos da ousadia.

Ouse, arrisque!!!
Não deixe que o medo prevaleça.
Pode ser que deixe algo bom passar.
E que nunca mais lhe aconteça.

Oportunidades são únicas.
Pode ser que nunca voltem a acontecer.
Como uma flecha lançada ou uma palavra dita.
Nada mais podemos fazer.

Mulheres, mulheres!!!
Quem somos nós sem elas.
No oceano de infinito azul.
Somos barcos sem velas.

Mas e nós?
O que somos pra elas?
Somos apenas monstros.
No ponto de vista delas.

Magoamos seus sentimentos.
Partimos seus corações.
Não temos vergonha na cara.
Somos imbecis valentões.

Vê-se que não conhecem os homens.
Digo ao menos por mim.
Sou imperfeito como todos.
Sim, eu sou assim.

Nenhum comentário: