segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

ESMERO

Ao contrário do que dizem.
Eu me dou opções sim.
De encontrar alguém pra gostar.
E de alguém gostar de mim.

Mas não é tão simples assim.
Eu já conheci muita gente.
Algumas mulheres que não valiam a pena.
Mas também muita mulher decente.

Já estive com várias uma só vez.
Com as quais eu tive bons momentos.
Até me despertaram muito tesão.
Mas não me afloraram sentimentos.

Já me dei chances pra me apaixonar.
Mas volto a dizer que não é simples assim.
Que às vezes o que os olhos vêem o coração não sente.
E então, quando e só tesão, e só uma noite e é o fim.

Por vezes, já me dei chance com a mesma pessoa.
Tentei transformar o tesão em algo que mais desejo.
Mas me frustrei mais comigo mesmo.
Porque não acontecia nem no sexo, nem no beijo.

E foram beijos fogosos.
Com muitas, o sexo até foi quente.
Por algumas, aflorou em mim um carinho.
Com outras eu fiquei indiferente.

Eu apenas usei um corpo.
Assim como o meu foi usado.
Quisera em alguma dessas situações.
Que em mim, uma paixão tivesse brotado.

Algumas vezes na outra parte aflorou sentimento.
Mas em mim, nada aconteceu.
Eu machuquei pessoas que não mereciam.
Porque o meu coração não correspondeu.

A gente não comanda nossos sentimentos.
Todo envolvimento é uma aposta.
Por algumas pessoas a gente passa batido.
Frente a outras, a gente sente que gosta.

Já me apaixonei duas vezes.
Por olhares que mexeram comigo.
Então, não me abalo por às vezes me sentir um tanto frio.
Me apaixonar, eu consigo.

Só preciso me encontrar num olhar de novo.
E aí, será diferente.
Pelo muito que eu conheço de mim, eu sei.
Uma paixão despertará novamente.

Que eu continue buscando o que depende de mim.
Mas que eu seja compreensivo quando não encontrar.
Porque no amor, depende de duas pessoas.
Não adianta só em uma aflorar.

Então tento. Arrisco.
Sem pressa nem desespero.
Com coração aberto e o olhar atento.
E principalmente, com esmero.

Nenhum comentário: