sábado, 5 de agosto de 2017

REPETIR O QUE DEU CERTO, TER UM AMOR POR PERTO

Tempo atrás namorei.
Por quem me apaixonei.
Uma morena de sangue quente.
Como quente também era o sexo com ela.
Mas isso nem era o melhor dela.
O melhor foi cada momento.
Cada olhar, cada movimento.
Seus olhos sorrindo pra mim.
Delatando que por mim estava afim.
Paixão faz isso, nos tira do chão.
Nos aflora o sentimento, amplia cada sensação.
Em dado momento esse namoro acabou.
Só lembrança boa foi o que ficou.
Tempo atrás tentei namorar novamente.
Mas um namoro que não foi pra frente.
Sem compatibilidade, sem química, sem tesão.
Nem ficou recordação.
Mas machuquei um coração.
Faz parte, quando um gosta mais que o outro.
Vai ferir quem não desiste primeiro.
De um relacionamento que não é por inteiro.
Depois não namorei mais, nem tentei.
Mesmo que depois pessoas eu tenha encontrado.
Me encontro mais fechado.
Pra possibilidades de não dar certo.
Embora eu queira ter alguém por perto.
Mas o que quero menos é ferir corações.
Então me restrinjo às minhas emoções.
Só vou me arriscar se valer a pena.
Como valeu com a morena.
Se eu enxergar algo nos olhos.
Que me hipnotizem e me conquistem.
Estes olhos existem, em algum lugar eles estão.
Tenho essa sensação.
Alguém vai me conquistar.
E ela eu também conquistarei.
Pra que nós dois possamos ficar bem.
Quando juntos, completos, quando longe, saudosos.
Tanto em dias de sol como em dias chuvosos.
Alguém vai me fazer me apaixonar de novo.
Estou fechado pra aventuras, mas aberto à um novo amor.
E enquanto isso não acontece, eu vou levando.
Caminhando e cantando, e seguindo a canção.
Distante, frustrado, mas confiante.
Desejando uma nova paixão.
Desejando não ferir um outro coração.

Nenhum comentário: