sábado, 9 de maio de 2009

PENSANDO EM VOCÊ

Fecho meus olhos e vejo o teu sorriso.
Então busco na lembrança de teu rosto preencher minha solidão.
Nossa música toca enquanto rascunho os meus pensamentos.
As palavras vão surgindo conforme cerro meus olhos tentando buscar-te no pensamento.
E você vem, chego até a sentir o teu cheiro.
Mas desaparece como miragem ao toque dos meus dedos.
Procuro-te no espaço vazio e só te encontro no fundo do meu peito.
Peito que dói, porque sente a tua ausência.
Não sei se é pior a ausência do amor ou a ausência da pessoa amada.
Gostaria que você estivesse aqui.
Murmuraria em teu ouvido o que te amo.
Mas você não está, e está tão distante que não pode ouvir-me.
Quisera poder entrar nos teus sonhos.
Participar de teu sono e te ver despertar pela manhã.
Mas tenho que me contentar com minhas lembranças.
O meu coração tem pressa e atropela o tempo.
Pede que você faça parte do meu destino.
Não aceita mais quando lhe digo que isso vai demorar.
Então me aperta, como se estivesse me culpando por não mudar a situação.
Eu assimilo a dor e espero que o tempo passe.
Quem saiba passe tão rápido quanto os dias em que estamos juntos.
Ou tão lentamente quanto os dias em que espero para te encontrar.
Enquanto isso o barco segue enfrentando os contratempos.
Inclina-se um pouco, mas ergue-se e continua navegando.
Navega somente com a força dos ventos.
Leva-me consigo e espera o momento em que você queira embarcar.
E aí sentiremos a brisa suave que soprará em nossos rostos.
E nos amaremos mais que hoje e não menos que amanhã.

Nenhum comentário: